Texto Dissertativo

Opinião por meio de argumentos lógicos

O texto dissertativo é construído através de uma opinião a respeito de um determinado assunto. Para que o autor consiga explicar o seu ponto de vista ele utiliza de argumentos lógicos

O texto dissertativo é um dos mais solicitados em provas de vestibular, concurso público, entrevista de emprego, etc. Seu objetivo é informar e explanar a quem lê opiniões através da exposição de um assunto ou tema. Nele, não há a intenção de convencer o leitor, somente expor conhecimentos e ideias.

É importante que a transmissão do assunto seja abordado de forma objetiva, com coesão, de forma que o texto seja compreendido pelo maior número possível de leitores. Esse tipo de texto geralmente é visto em livros, aulas, enciclopédias, textos científicos, textos que explicitem a propagação de conhecimentos em múltiplos meios de comunicação, como internet, jornais, revistas, etc.

Texto Dissertativo
Texto dissertativo é um dos modelos mais requisitados em provas de vestibulares. (Foto: Pixabay).

Divisão do Texto Dissertativo

A estrutura do texto dissertativo é fragmentada em introdução, desenvolvimento e conclusão. Porém, mais importante do que seguir uma estrutura rigorosa, é a emissão de ideias corretas e bem organizadas sobre um determinado tema.

Introdução

Um bom começo de texto dissertativo incentiva no leitor a vontade de continuar lendo o assunto. É na introdução que se define o assunto central que será proferido, e é nesse momento que o autor deve manifestar ao leitor que seu texto merece atenção.

Vale salientar que a Introdução é a parte mais importante do texto, visto que deve conter as informações que logo serão desenvolvidas.

A introdução pode apresentar:

  • Afirmação geral sobre o assunto;
  • Consideração do tipo histórico-filosófico;
  • Citação;
  • Comparação;
  • Uma ou mais perguntas.

Desenvolvimento

No desenvolvimento é feita uma explicação detalhada e objetiva do tema, para que haja uma exploração de todas as suas vertentes e de todos os aspectos principais e secundários relativos ao assunto, através de opiniões, dados, estatísticas, fatos e exemplos sobre o tema, com o objetivo de que a ideia central seja explanada com domínio.

Na dissertação a persuasão aparece de forma explícita.

Conclusão

Na conclusão sucede a reiteração do tema proposto, onde é feito o resumo do que foi exposto. Esse momento da conclusão também pode ser chamado de nova tese por ser o fechamento das ideias, e principalmente da inserção de um ponto de vista.

Ficou alguma dúvida e quer saber mais? Acesse o vídeo:

Tipos de Dissertação

Têm-se dois tipos de dissertação: Dissertação Argumentativa e a Dissertação Expositiva.

Texto Dissertativo Argumentativo

O texto dissertativo argumentativo tem a intenção de persuadir e convencer, de forma que leve o leitor a consentir com a ideia apresentada. Uma opinião crítica é feita acerca de um assunto, e para isso é preciso que seja defendida uma tese sobre esse tema por meio de argumentação, baseada em fatos verídicos e dados concretos.

Estrutura do texto Dissertativo Argumentativo

A exposição e defesa do assunto se dá através da estrutura do texto, normalmente dividida em introdução, desenvolvimento e conclusão.

Introdução: Na introdução se faz a exposição de um assunto e de um argumento que será defendido sobre esse tema. Depois da identificação de um problema dentro do contexto do assunto, é apresentada a tese de forma clara e objetiva, importante seja bem definida e delimitada.

Desenvolvimento: É no desenvolvimento que é apresentado os diversos argumentos que dão suporte à tese. Os argumentos podem ser apresentados baseado nas consequências do problema, nos seus aspectos positivos e negativos. O importante é que se utilize, sempre, uma linguagem coesa e objetiva.

Os argumentos devem seguir uma sequência lógica. Pode-se, por exemplo, ter um argumento principal e argumentos que dão apoio ou mesmo vários argumentos fortes. O que deve existir é a coerência e conexão entre eles, de forma que sejam objetivos e detalhados.

Os múltiplos argumentos devem ser pautados com exemplos que sejam válidos, tornando-os indiscutíveis, como:

  • fatos confirmados;
  • conhecimentos em concordância;
  • dados estatísticos;
  • estudos e pesquisas;
  • citações de autores conhecidos;
  • depoimentos de personalidades conceituadas;
  • referências históricas;
  • fatores socioculturais e econômicos.

Algumas dessas estratégias fortalecem os argumentos, atribuindo importância, lógica, confiabilidade e veracidade. Dessa forma, quem lê reflete acerca do que foi exposto, além de obrigatoriamente concordar com os argumentos, sem dar espaço para rebater.

O uso de uma linguagem formal, de repetições, de ironia, de exclamações, são alguns recursos que podem ser usados para deter a atenção do leitor e convencê-lo do que está sendo defendido diante do tema.

Conclusão: Na conclusão o autor do texto reafirma sua tese inicial, defendida pelos argumentos expostos ao longo do desenvolvimento. Ele pode apresentar possíveis soluções ou propostas de intervenção. A conclusão é um desfecho natural, no qual o pensamento do leitor foi direcionado durante a apresentação dos argumentos.

Exemplo de Texto Dissertativo Argumentativo

“Todos os homens são intelectuais – pode-se dizer, mas nem todos os homens têm na sociedade a função de intelectuais. Não se pode separar o homo faber do homo sapiens. Todo homem, fora de sua profissão, exerce alguma atividade intelectual, é um “filósofo”, um artista, um homem de gosto, participa de uma concepção de mundo, tem uma linha de conduta moral: contribui para manter ou para modificar uma concepção do mundo, isto é, para suscitar novos modos de pensar”.
Antonio Gramsci, filósofo italiano (1891-1937)

Texto Dissertativo Expositivo

O texto dissertativo expositivo, diferente do argumentativo, não tem interesse em convencer o leitor. Tem como finalidade informar e esclarecer o leitor através da exposição de um determinado assunto ou tema, contando sua história, para que serve, em que contexto aquilo ocorreu. É uma análise objetiva dos fatos.

O texto dissertativo expositivo possui algumas características, dentre elas:

  • uso da linguagem direta e clara;
  • fácil entendimento para as pessoas;
  • apresentação de uma boa quantidade de informação sobre um determinado assunto;
  • detalhe acerca de conceitos e definições;
  • explicação de características detalhadas sobre o assunto;
  • uso de enumerações, comparações e diferença para elucidar os conceitos.
  • apresentação de exemplos de acordo com o assunto.

Esse tipo de texto é dividido da seguinte forma:

Introdução: Na introdução, como na maioria dos textos, é apresentado o tema que será exposto, contextualizando de uma forma mais geral no qual o tema se encontra inserido. É nesse parágrafo que é feita a definição do objetivo do texto.

Desenvolvimento: No desenvolvimento é importante detalhar o assunto, explorando de forma objetiva, colocando todas as perspectivas possíveis diante do tema.

Conclusão: A conclusão é a reafirmação do tema, uma espécie de síntese dos conteúdos mencionados.

Exemplo de Texto Dissertativo Expositivo:

Esta manhã, uma senhora de 80 anos foi atingida na cabeça por um galho de árvore e caiu desacordada. Ela tinha acabado de sair de casa para comprar pão quando foi surpreendida pelo golpe. Segundo vizinhos, a árvore não apresentava perigo, mas, devido à forte ventania ocorrida na noite anterior, o galho se soltou próximo ao tronco. Após ser socorrida e medicada, a senhora recebeu alta e passa bem.”
Fonte: Oficina de Escrita

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

MENDES, Maria. Texto Dissertativo; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/texto-dissertativo >. Acesso em 19 de outubro de 2019 às 05:32.

Copiar referência

Outros Artigos de Língua Portuguesa

Trovadores apresentando em forma de cantiga o que foi escrito em seus textos com seus instrumentos.

Características do Trovadorismo

As características do Trovadorismo estão relacionadas com todas as particularidades […]

Chegada dos portugueses.

Características do Quinhentismo

As características do Quinhentismo, primeira manifestação literária do Brasil, estão […]

Características do Classicismo

As características do Classicismo eram baseadas na representação de elementos […]

Características do Arcadismo

As características do Arcadismo surgiram em meio ao período que […]