Umbanda

Religião brasileira com vários elementos

A Umbanda é uma religião de raiz afro-brasileira criada no país por Zélio Fernandino de Moraes, em 1908. Ela tem sintetizada elementos do espiritismo, catolicismo e também do candomblé, além de outros. No Brasil 0,3% são adeptos a essa crença, segundo o Instituto de Geografia e Estatística (IBGE).

Informações sobre a Umbanda

A palavra Umbanda tem origem na língua quimbunda de Angola que diz respeito a "magia" ou “arte de curar". Mas, no I Congresso Brasileiro de Espiritismo de Umbanda foi declarado que o vocábulo vinha dos termos do sânscrito “aum” e “bhanda” cujo correspondem ao “limite no ilimitado”.

Essa religião agrega vários elementos dentre eles: africanos, com a tradição dos orixás, sincretismo ligado ao catolicismo e os elementos indígenas e espíritas. Ela tem também várias vertentes, sendo algumas identificadas como Tradicional, Mista, Esotérica, Astrológica, Sagrada, dentre outras.

Apesar das diferentes vertentes existem, no entanto, princípios que são comuns para todos os seguimentos de Umbanda. São eles: crença nos orixás, crença nos antepassados, reencarnação, imortalidade da alma, cresça em um deus único chamado de Olorum e a lei de causa e efeito como “o bem recebe o bem e o mal colhe da justiça divina”.

Os locais de reunião

Para prestar culto, os umbandistas reúnem-se em locais denominados como terreiro, barracão ou casa. A parte estrutural dos terreiros contém assentamento, peji, congá, porteira (ou tronqueira), cruzamento das almas e roncó (anexo do terreiro).

As cerimônias dos religiosos são realizadas em ambientes próximos ou junto à natureza, como: rios e cachoeiras.

Umbanda: crença que agrega elementos de outras religiões
Sessão de Umbanda na União Espiritista de Umbanda do Brasil (Foto: Wikipedia)

Zélio Fernandino de Moraes

Como vimos, é atribuído a Zélio Fernandino de Moraes o surgimento da Umbanda. Ele nasceu em 10 de abril de 1891, na cidade de São Gonçalo, Rio de Janeiro e morreu no dia 3 de outubro de 1975.

Em 1918 Zélio Fernandino de Moraes fundou sete tendas de Umbanda. São elas: Tenda Nossa Senhora da Guia, Tenda Nossa Senhora da Conceição, Tenda Santa Bárbara, Tenda São Pedro, Tenda Oxalá, Tenda São Jorge e Tenda São Jerônimo.

Dados sobre a Umbanda

De acordo com o censo de 2010 do Instituto de Geografia e Estatística (IBGE), os adeptos da umbanda e do candomblé somam juntos 0,3% no Brasil. Os dois primeiros lugares no ranking são ocupados pelos católicos romanos e evangélicos pentecostais/neopentecostais. Em terceiro lugar aparecem os sem religião.

Conforme o IBGE, com base no senso do mesmo ano, em relação ao recorte por cor, a maioria dos adeptos a essa religião no Brasil são negros. “A maior representatividade de pretos foi verificada na Umbanda e Candomblé, com 21,1%”, diz a pesquisa. 

Religião Umbanda: dados do IBGE
Imagem do Atlas do Censo Demográfico de 2010. (Ilustração IBGE)

O hino da Umbanda

Em 1961 os religiosos José Manoel Alves e Dalmo da Trindade Reis compuseram o hino da Umbanda. A canção foi oficializada durante o segundo Congresso Brasileiro de Umbanda presidido por Henrique Landi Júnior. Confira abaixo o hino completo.

Refletiu a luz divina
Em todo seu esplendor
É do Reino de Oxalá
Onde há paz e amor.
Luz que refletiu na Terra
Luz que refletiu no Mar
Luz que veio de Aruanda
Para tudo iluminar
Umbanda é paz e amor
Um mundo cheio de luz
É a força que nos dá vida
E a grandeza nos conduz.
Avante filhos de fé
Como a nossa lei não há
Levando ao mundo inteiro
A bandeira de Oxalá.

Entidades da Umbanda

As entidades são os espíritos manifestos na Umbanda. Existem vários, a lista abaixo apresenta alguns exemplos:

  • Caboclos: de acordo com os adeptos da umbanda os caboclos são os espíritos indígenas, como o Sete Encruzilhadas;
  • Pretos velhos: são vistos como os espíritos dos escravos brasileiros;
  • Exus: são os que propagam mensagens dos orixás;
  • Pomba Giras: são retratadas como feiticeiras, dançarinas, damas da noite, dentre outros. 

A história

A história do início dessa crença é atribuída a um episódio em que Zélio, aos 17 anos, preparava-se para ingressar na Marinha do Brasil. Ele então sofreu uma paralisia que os médicos não conseguiam melhorá-lo. A partir de então Zélio teria incorporado um espírito chamado de “Caboclo das Sete Encruzilhadas”. Este, ajudou a Zélio a fundar a religião.

Os ritos praticados

  • Batismo: o batismo é realizado pelo líder da Umbanda que podem ser o Bablorixá ou a Yalorixá;
  • Oferenda: os membros de umbanda realizam esse ritual que consiste na ação de dispor comida ou objetos específicos, sejam em locais públicos ou em terreiros;
  • Defumação: é usado para tirar do ambiente a negatividade;
  • Giras: diz respeito as sessões onde ficam os espíritos das variadas categorias;
  • Passe: é conhecido como imposição de mãos
  • Pontos riscados: consiste na assinatura do Guia, desenhado no chão. Podem ser representados por símbolos, desenhos geométricos, pontos cardeais, retas, ângulos, dentre outros;
  • Descarrego: essa ação diz respeito ao ato de limpar-se da negatividade. Podem ser feitas com o banho de ervas ou rituais como, por exemplo, a Roda de fogo que utiliza a pólvora;
  • Pontos cantados: como o nome sugere, diz respeito ao ato de cantar como forma de invocação dos espíritos.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

ALVES, Jéssica. Umbanda; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/umbanda >. Acesso em 29 de janeiro de 2020 às 17:17.

Copiar referência

Outros Artigos de Religião

Dez Pragas do Egito 7

Dez Pragas do Egito

As Dez Pragas do Egito foram dez desastres que ocorreram […]

catolicismo

Catolicismo

O catolicismo é uma religião cristã que se tornou oficial […]

Sincretismo e Religiões Afro-brasileiras

O sincretismo é definido como a fusão de várias religiões. […]

Igreja Ortodoxa

Igreja Ortodoxa

A Igreja Ortodoxa reúne a segunda maior comunidade cristã do […]