URSS

União das Repúblicas Socialistas Soviéticas

A URSS (União das Repúblicas Socialistas) ou União Soviética foi criada em 30 de dezembro de 1922 e teve o seu fim em 26 e dezembro de 1991. Enquanto existiu, a URSS foi considerada a segunda maior potência mundial e o maior país do mundo.

Era formada por 15 repúblicas que ficavam parte em uma metade da Europa Oriental e a outra parte em um terço do Norte da Ásia. São elas: Armênia, Azerbaijão, Bielo-Rússia, Cazaquistão, Estônia, Geórgia, Letônia, Lituânia, Moldávia, Quirguistão, Rússia, Tajiquistão, Turcomenistão, Ucrânia e Uzbequistão.

Bandeira da União Soviética
Bandeira da URSS. (Foto: Wikipédia)

A origem da URSS

O surgimento da URSS está diretamente ligado à crise econômica e social sofrida pela Rússia no começo do século XX. Os operários, camponeses e soldados foram afetados diretamente com o atraso no desenvolvimento do país que operava no sistema feudal, estando atrás da maioria das nações do mundo.

A Rússia ainda era governada por um imperador (czar) chamado Nicolau II.

As insatisfações das classes mais pobres com a realidade do país deram início a Revolução Russa de 1917 e a Guerra Civil Russa. Nicolau II foi condenado a morte pelo Partido Bolchevique, liderado por Lenin.

Após a derrubada do governo, Vladimir Lenin conseguiu estabelecer a União Soviética, que passou a ser liderada por Stalin em 21 de janeiro de 1924, após a morte de Lenin.

A era de Stalin no comando da URSS

Josef Stalin assumiu o poder da URSS instalando um regime econômico planificado, associado à ideologia estatal do marxismo. Fez esforços para impulsionar a industrialização e coletivização do país, mas trouxe junto a isso uma ditadura marcada por grande repressão e terror.

Ele ordenava a execução de qualquer um que discordasse das medidas do seu governo totalitário de esquerda, inclusive quem pertencia ao seu partido.

O ditador adotou os planos quinquenais como base principal da sua política econômica. Esses planos eram coordenados pela Gosplan – uma comissão que tinha como função a criação de estratégia para alavancar a economia soviética.

Inicialmente, a política econômica de Stalin afetou a vida dos camponeses. Mas, em dez anos, os planos criados pela Gosplan aumentaram a produção de vários setores do país como o crescimento na geração de energia, armas e automóveis, assim como investimentos na saúde e na educação.

Na Segunda Guerra Mundial, a URSS não sofreu com a Crise de 29 (A Grande Depressão), graças a esse boom social e econômico que vivia.

Segunda Guerra Mundial e Guerra Fria

A URSS lutou ao lado dos Aliados na Segunda Guerra Mundial, porém perdeu mais de 15 milhões de civis e militares.

No grupo dos Aliados também se encontrava os Estados Unidos e logo após o fim da guerra, as diferenças ideológicas entre os países dividiram o mundo em dois blocos, proporcionando o início da Guerra Fria. De um lado os EUA representando o capitalismo e do outro a União Soviética representando o comunismo.

Com o fim da Segunda Guerra, os países ocuparam a Alemanha derrotada. Berlin foi dividida para os americanos, os soviéticos, os franceses e ingleses. Uma parte levou o nome de Alemanha Ocidental, representando os interesses capitalistas e a outra parte levou o nome de Alemanha Oriental, representando os interesses comunistas.

Em 1961, um muro, que ficou conhecido com Muro de Berlim, foi construído para evitar a mistura da população das duas Alemanhas recém-divididas. Depois, o muro foi derrubado em 1989 reunificando o país.

URSS após a morte de Stalin

A União Soviética começou a sofrer com a centralização e isolamento econômico impostos por Stalin, que continuou com seu modelo autoritário e ditador de governo até 1955, o ano da sua morte.   

Nikita Kruschev assumiu o poder como sucessor e tentou iniciar uma abertura com outras nações, além de iniciar também uma espécie de reforma no Partido Bolchevique. Kruschev também foi o responsável por revelar as atrocidades cometidas por Stalin, durante o seu governo.

Nesse período, a URSS já estava em processo de crise em vários setores de produção. O que marcou a decadência econômica do país.

A decadência da União Soviética foi intensificada quando Mikhail Gorbatchev assumiu o governo. Na tentativa de reerguer o país ele implementou dois programas de governo, o Perestroika (Reconstrução) e o Glasnost (Transparência) que, assim como a estratégia de Kruschev, também visavam a abertura com outros países.  

Gorbatchev reduziu a censura imposta por Stalin, liberou os presos políticos e reduziu os gastos militares do país.

O fim da URSS

Apesar da abertura proposta por Gorbatchev, a URSS já estava bastante fraca e desgastada em praticamente todos os setores, e não tinha mais condições de manter o socialismo como base política.

Os soviéticos já não tinham mais esperança no governo e se mostravam cada vez mais insatisfeitos com as promessas divulgadas para reerguer o país.

Quando o Muro de Berlim foi derrubado, a ideologia socialista se enfraqueceu ainda mais.

Algumas repúblicas da URSS iniciaram vários movimentos de independência em 1990, e isso gerou uma reação em cadeia, desestruturando a nação.

Em 1991, Gorbatchev resolveu dar autonomia às repúblicas para evitar uma guerra civil no país. Em setembro, o parlamento soviético votou a favor do desmembramento da União das Repúblicas Socialistas e em dezembro daquele mesmo ano, a URSS foi extinta.

Confira o vídeo abaixo com uma explicação sobre a queda da URSS:

Curiosidades sobre a URSS

  • Apesar de Stalin governar de forma autoritária e ditatorial, a URSS desempenhou um papel muito importante na derrota da Alemanha Nazista na Segunda Guerra Mundial.
  • Os soviéticos foram responsáveis pela criação do famoso fúsil AK-47.
  •  A União Soviética foi diversas vezes pioneira em descobrimentos científicos importantes para a história do mundo.
  • Até 1957, o maior desastre nuclear do mundo tinha acontecido em Kyshtym, uma das repúblicas soviéticas.
  • Em 1931, Stalin dinamitou a maior catedral cristã ortodoxa da época para construção de um monumento em celebração ao comunismo. A catedral tinha 335 pés de altura. O projeto do monumento nunca saiu do papel, mas o ditador tinha planos de que o empreendimento fosse maior que Empire State e que nele tivesse uma estátua dele maior que a Estátua da Liberdade.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

Maria Azevedo, Amanda. URSS; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/urss >. Acesso em 07 de dezembro de 2019 às 06:48.

Copiar referência

Outros Artigos de História

A China antiga tem uma história muito rica.

China Antiga

A China Antiga tem uma vasta contribuição para o desenvolvimento […]

Causas da Segunda Guerra Mundial

As Causas da Segunda Guerra Mundial formaram um conjunto de […]

Todas as causas da Revolução Industrial foram importantes para o desenvolvimento tecnológico.

Causas da Revolução Industrial

As Causas da Revolução Industrial foram eventos que promoveram muitas […]

Monumento em homenagem aos mortos pelas causas da Primeira Guerra Mundial.

Causas da Primeira Guerra Mundial

Uma das Causas da Primeira Guerra Mundial, a razão que […]