Xadrez

Concentração e estratégia são as bases do esporte

O xadrez é um jogo de estratégia, classificado oficialmente como esporte pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) em 1999.

Dois participantes, sobre um tabuleiro, cada um com 16 peças, tenta alcançar o objetivo principal: dar “xeque-mate” no adversário, ou seja, capturar a peça do rei.

Sabe-se que o xadrez é muito antigo. Acredita-se que ele foi antecedido pelo Chaturanga, também um jogo de tabuleiro, criado na Índia no século VI. No século seguinte, o jogo indiano se expandiu para a Pérsia, com o nome Chatrangue. Outra teoria afirma que o jogo surgiu na China e depois chegou à Pérsia.  

Em aproximadamente 1475 foram criadas as regras do xadrez que são utilizadas até hoje. Nessa época também foram desenvolvidas as teorias enxadrísticas, sendo “Repetición de Amores y Arte de Ajedrez”, de Luís de Lucena, a obra mais antiga escrita em 1497.

O primeiro torneio moderno de xadrez aconteceu em Londres, no ano 1851. Desde então, vários campeonatos são disputados pelo mundo, sendo os principais organizados pela Federação Internacional de Xadrez (FIDE).

Entre as principais competições, podemos citar: Olimpíada Mundial de Xadrez, Campeonato Mundial de Xadrez Juvenil, Campeonato Europeu de Xadrez e os Campeonatos Regionais (em nível nacional).

O xadrez é um dos esportes que não fazem parte dos Jogos Olímpicos, pois ele possui uma Olimpíada própria, realizada pela FIDE desde 1927, em anos pares

O tabuleiro de xadrez

O tabuleiro de xadrez é formado por 64 casas, distribuídas em oito colunas (letras de a a h) e oito fileiras (números de 1 a 8). As casas também são alternadas nas cores preto e branco.

Xadrez tabuleiro
Organização do tabuleiro. (Foto: Wikipédia)

Desse modo, cada casa é designada pela letra e número correspondentes a sua coluna e fileira. Por exemplo, a primeira coluna é ordenada como (a1,a2,a3…a8), a segunda coluna (b1,b2,b3…b8) e assim até a oitava coluna.

As peças

Cada jogador possui 16 peças no xadrez, também alternadas nas cores preto e branco, cada uma com um grau de importância:

  • 1 Rei: 0 (zero) pontos;
  • 1 Rainha: 9 pontos;
  • 2 Torres: 5 pontos cada;
  • 2 Bispos: 3 pontos cada;
  • 2 Cavalos: 3 pontos cada;
  • 8 Peões: 1 ponto cada.

No começo das partidas, as peças são distribuídas no tabuleiro da seguinte maneira: as peças brancas são colocadas na fileira 1, protegidas pela fileira de peões na 2, enquanto as peças pretas ficam na fileira 8, e seus peões na 7. 

Movimentação das peças

Torre – pode se movimentar para frente e para trás, para a direita e para a esquerda, quantas casas quiser, mas ela não pode pular nenhuma outra peça;

Bispo – se movimenta na diagonal mantendo-se sempre nas casas de mesma cor que estava no início do jogo, podendo ir para frente e para trás, quantas casas quiser, mas ele não pode pular nenhuma outra peça;

Cavalo – essa peça executa um movimento especial em “L”, sendo a única que pode pular casa. O cavalo se movimenta duas casas para frente ou para trás, em seguida uma casa para direita ou esquerda. Ele também pode se movimentar duas casas para direita ou esquerda, em seguida uma casa para frente ou para trás;

Peças xadrez
Peças do xadrez. (Foto: Pixabay)

Rainha – também conhecida como dama, essa peça pode ir para frente ou para trás; para direita ou para a esquerda; ou na diagonal, quantas casas quiser. Mas ela não pode pular nenhuma outra peça;

Rei – ele se movimenta apenas uma casa em qualquer direção. O rei nunca pode se movimentar para uma casa que esteja sendo atacada ou capturar uma peça que esteja defendida. O rei preto só pode ir para cima, pois indo para a esquerda ou em diagonal estará sob ataque da torre branca;

Peão – essa peça só se movimenta para frente, sendo a única peça que não se move para trás. No primeiro lance de cada peão pode avançar uma ou duas casas, a partir do segundo lance de cada peão, ele poderá se movimentar apenas uma casa.

Movimentos extraordinários

Tomada en passantesse movimento acontece quando um peão está na quinta casa, e o outro adversário avança duas casas ficando ao seu lado. Nesse momento, o peão que está na quinta casa o captura e fica posicionado na casa anterior à dele.

Promoção do peão – o peão quando alcança a última casa automaticamente é promovido, podendo transformar-se em qualquer peça à escolha do jogador, exceto o rei. Deste modo, é possível que em uma partida exista mais de uma dama, três torres, três cavalos, etc.

Roque – esse movimento envolve a torre e o rei, sendo o único que possibilita mexer duas peças ao mesmo tempo e fazer o rei andar duas casas. O roque tem como objetivo tirar o rei do centro do tabuleiro e deixá-lo em um canto mais protegido, ao mesmo tempo colocar a torre no centro do tabuleiro para facilitar seus ataques.

Para que esse movimento seja possível, algumas regras devem ser obedecidas:

  • Esse deve ser o primeiro movimento das peças envolvidas;
  • O rei não pode estar em xeque;
  • Nenhuma das casas que o rei passar ou ficar pode estar sob ataque;
  • As casas entre o rei e a torre devem estar livres.

O roque ainda apresenta duas variantes: no roque pequeno, o rei movimenta-se duas casas em direção à torre do rei, ou seja, ele vai de e1 para g1, enquanto a torre vai para f1. No roque grande, o rei move-se em direção à torre da dama, de e1 para c1, e, consequentemente, essa torre vai para d1.

Cenários

Vitória

O objetivo do xadrez é dar o “xeque-mate” no rei adversário. O xeque acontece quando o rei está sob iminente ameaça do adversário, se ele não tiver defesa é caracterizado o xeque-mate e fim da partida.  Existem três tipos de defesa contra o xeque:

  • Capturar a peça que está dando o xeque;
  • Colocar uma peça entre o rei e a peça atacante;
  • Mover o rei para uma casa que não esteja sob ataque.

Contudo um dos jogadores também pode obter a vitória se o adversário perceber a ameaça do xeque-mate e desistir da partida.

Xeque-mate xadrez
O xeque-mate. (Foto: Pixabay)

Empate

Uma partida pode acabar em empate se acontecer alguma das situações abaixo:

Rei Afogado – nessa situação o rei está encurralado em uma posição que não consegue sair, pois nenhum lance é legal. É semelhante ao xeque-mate, contudo o rei não está em xeque;

Xeque perpétuo – como o próprio nome sugere, essa situação ocorre quando um jogador realiza uma série de xeques sem que seja possível dar um mate;

Regra da três posições – segundo as regras oficiais estabelecidas pela FIDE, um jogador pode solicitar o empate quando uma posição for repetida pela terceira vez na partida;

Regra dos 50 movimentos – segundo a FIDE, o jogador pode solicitar o empate se os últimos 50 lances de cada jogador forem feitos sem nenhuma captura ou sem movimento de qualquer peão;

Insuficiência material – é considerado empate também quando os jogadores não tiverem peças suficientes para dar o xeque-mate;

Comum acordo – um jogador pode oferecer o empate, na sua vez, e a partida ser encerrada caso o adversário aceite.

Faça a referência deste conteúdo seguindo as normas da ABNT:

CAIUSCA, Alana. Xadrez; Guia Estudo. Disponível em

< https://www.guiaestudo.com.br/xadrez >. Acesso em 23 de janeiro de 2020 às 18:48.

Copiar referência

Outros Artigos de Educação Física

Importância da atividade física para saúde

A importância da atividade física para a saúde

A importância da atividade física para a saúde está diretamente […]

esportes-paralimpicos-atletismo-pista

Esportes Paralímpicos

Os Esportes Paralímpicos melhoram a condição cardiovascular dos praticantes, aprimora […]

beisebol

Beisebol

Em uma partida de beisebol o objetivo  é pontuar batendo […]

ginástica laboral

Ginástica laboral

A ginástica laboral é o alongamento de várias partes do […]